domingo, 20 de dezembro de 2015

(Resenha #18) Os 13 porquês de Jay Asher

     Olá leitores, finalmente chegou o dia de falar sobre esse livro maravilhoso e claro um dos meus preferidos, espero que gostem da resenha.


Informações
Título: Os 13 porquês
Autor: Jay Asher
Editora: Ática
Nº de Páginas: 244
Nº de Capítulos: 14

Resumo: Clay Jensen acaba encontrando uma caixa cheia de fitas cacetes na frente de sua casa, e quando começa a escutá-las percebe que aquela voz é de Hanna Baker que havia morrido uns dias atrás, e logo no começo da primeira fita ela explicar que as mesmas terão de passar de mão em mão pelas pessoas culpadas por sua morte. 


"As regras são bem simples. São só duas. Número um: você escuta. Número dois: você repassa. Espero que nenhuma delas seja fácil para você."

      Hanna Baker, era uma estudante que acabou de entrar no 1º colegial e em uma escola nova, mas nos primeiros dias as coisas começam a ficar contra nossa protagonista, de uma forma terrível, tão terrível que el acaba cometendo suicídio, mas antes (em seus últimos dias de vida) ela decide gravar em fitas, os 13 motivos pelo qual o comete.
      As fitas são entregues às pessoas culpadas pelo seu suicídio em uma ordem cronológica dos acontecimentos, o primeiro é o Justin, um garoto por quem Hanna se apaixona e tem o seu primeiro beijo, mas depois desse beijo, ele vai espalhando por aí mentiras, entre elas que a Hanna é uma garota muito fácil. E por causa desse único ato, acaba desencadeando uma série de acontecimentos, como se fosse um efeito dominó que continua até a última peça ceder e cair.


Crítica: Simplesmente excelente, perfeito, magnífico, estupendo, espetacular, fantásticos, maravilhoso esse livro. Me faltam palavras para descrever como esse livro. O modo como o autor moldou a história é fascinante, além de um enredo encantador.
      Dentro desse livro você encontrará alguns dos principais problemas da nossa sociedade, entre eles estão: Suicídio, bullying, estupro e incompetência. Esse livro fez-me apaixonar-me por Jay Asher, o final do livro é inesperado, você acaba sentindo um vazio dentro de si quando esse livro chega ao fim, você queria mais, você queria mudar a história, quantas vezes, lendo esse livro, eu não tinha vontade de entrar nele e mudar ele porque eu não aceitava o que estava acontecendo. Jay Asher conseguiu com um fabuloso talento juntar a literatura com a realidade. Esse livro deveria ser leitura obrigatória nas escolas.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

(Resenha #17) Curta Metragem de Edson Rossatto

      Olá leitores... me perdoem pela minha ausência, mas durante esse tempo longe, andei lendo muito, e agora durante essas férias teremos post praticamente todos os dias. Mas agora vamos conhecer um pouco dessa obra que eu ganhei em um sorteio.

Informações
Título: Curta Metragem
Autor: Edson Rossatto
Editora: Andross
Tipo: Microcontos
Nº de páginas: 153
Nº de contos: 67

  • Como é um livro de contos (muitos por sinal) não teremos resumo, portanto vamos direto à crítica.

       Crítica: Não gosto de falar mal de livros, mas este livro não tem muitos pontos positivos para abordar, o que resta dar uma crítica ruim ao livro.
       A primeira crítica vai para o tremendo gasto de papel sem motivo, ao invés de escrever outro conto no verso da folha, optaram por colocar um conto em cada folha, ou seja, em uma folha que caberia 4 contos, eles colocaram apenas um. Logo um gasto desnecessário.
       Já a segunda crítica é mais pessoal, digamos que eu fiquei mega decepcionada ao ganhar um livro desse porte, não me levem a mal, mas tem "conto" com apenas 3 linhas...
       Então me resta finalizar dizendo que se eu não houvesse ganhado esse livro, eu nunca compraria ele, nem se ele custasse 50 centavos.